Mundo

Nagorno-Karabakh: Putin confirma acordo de "cessar fogo total" entre Arménia e Azerbaijão

Sputnik Photo Agency

O acordo está em vigor desde as 21:00 e foi confirmado pelo Presidente russo, minutos depois de um anúncio semelhante do primeiro-ministro da Arménia na rede social Facebook.

O presidente da Rússia, Valdimir Putin, confirmou na segunda-feira um acordo entre a Arménia e o Azerbaijão para um "cessar-fogo total" dos combates pelo controlo da região de Nagorno-Karabakh, noticiou a agência France-Presse.

O acordo está em vigor desde as 21:00 e foi confirmado por Putin, minutos depois de um anúncio semelhante do primeiro-ministro da Arménia na rede social Facebook.

"Em 09 de novembro, o presidente do Azerbaijão [Ilham Aliev], o primeiro-ministro da Arménia [Nikol] Pachinian e o presidente da federação da Rússia assinaram uma declaração de anúncio de um cessar-fogo total e do fim de todas as ações militares na zona do conflito de Nagorno-Karabakh a partir da meia-noite de 10 de novembro, hora de Moscovo", afirmou Vladimir Putin, numa declaração distribuída a vários meios de comunicação.

Minutos antes, o primeiro-ministro da Arménia, Nikol Pashinian, informou que ordenou o fim dos combates com o Azerbaijão, que duram desde o final de setembro, pelo controlo da região, numa decisão que considerou "extremamente dolorosa" para si e para o seu povo.

O anúncio de Pashinian acontece depois de as forças do Azerbaijão terem tomado o controlo da cidade-chave de Shushi.

A cidade de Shushi tem um valor militar significativo porque se situa numa região montanhosa cerca de dez quilómetros a sul da capital da região, Stepanakert, e está na estrada principal que liga o Nagorno-Karabakh à Arménia.

A região de Nagorno-Karabakh situa-se dentro dos limites do território do Azerbaijão, mas está sob controlo de forças locais etnicamente arménias, apoiadas pela Arménia, desde 1994.

A última série de combates começou no dia 27 de setembro e deixou centenas de pessoas mortas.

  • 3:09