Mundo

Abusos sexuais na Igreja. Papa Francisco empenhando em “erradicar este mal”

A reação do Sumo Pontífice ao relatório que aponta João Paulo II como culpado pelo encobrimento de abusos sexuais de McCarrick.

O Papa Francisco voltou esta quarta-feira a garantir que está empenhado em acabar com os abusos sexuais na Igreja e manifestou-se mais uma vez solidário com as vítimas.

Na audiência geral das quartas-feiras, o Papa referiu-se diretamente ao relatório que foi conhecido na terça-feira no Vaticano, dizendo que se trata de um caso "doloroso".

A investigação do Vaticano

O relatório interno revela que os anteriores papas, João Paulo II e Bento VXI, sabiam e encobriram os abusos sexuais do antigo arcebispo de Washington.

As primeiras acusações contra Theodore McCarrick terão surgido em 1990, mas durante 30 anos não só não foi incriminado como até foi promovido. O cardeal só foi destituído no ano passado, tornando-se a mais alta figura da igreja a ser afastada por abusos sexuais de menores.

Veja também: