Mundo

China lança sonda para recolher amostras da Lua 

O objetivo da missão é recolher e trazer para a Terra amostras da superfície lunar que permitam estudar a formação e evolução deste satélite natural. 

O lançamento da sonda Chang'e-5 ocorreu às 4:30, hora local, na província de Hainan, no sul da China.

O momento foi testemunhado por dezenas de pessoas numa praia.

É a primeira missão deste género, feita por qualquer país, há mais de 40 anos, e serve para recolher cerca de dois quilos de amostras da superfície lunar.

Estes materiais podem ajudar a compreender melhor a formação e evolução da Lua e a responder a questões sobre o campo magnético ou a geologia do satélite natural.

Esta missão é das mais complexas que a China já realizou, desde que colocou um homem no espaço, pela primeira vez, em 2003.

É também uma prova à capacidade de o país conseguir recolher, remotamente, amostras do espaço.

A nave vai demorar alguns dias a chegar à superfície da Lua.

Uma missão não tripulada, que no total deverá durar cerca de 23 dias.

Se for bem-sucedida, esta missão vai tornar a China no terceiro país capaz de recolher amostras de material lunar, depois dos Estados Unidos e da antiga União Soviética o terem conseguido, na década de 1970.

  • 2:33