Mundo

Covid-19. Itália regista mais 541 mortes nas últimas 24 horas

Manuel Silvestri

País registou também 20.648 novos casos de Covid-19.

A Itália registou 20.648 novos casos e 541 mortes nas últimas 24 horas, números inferiores aos de sábado, e três regiões, incluindo a Lombardia, saíram da zona vermelha que impunha o confinamento.

Com esses números, as mortes desde o início da pandemia em fevereiro já são de 54.904, e o total de casos de infeção com o novo coronavírus, 1.585.178.

De acordo com as mais recentes estatísticas oficiais, estão a diminuir os contágios e o número de hospitalizações (menos 429) são hoje de 36.632, com internamentos em cuidados intensivos, num total de 3.753 (menos nove).

Embora o declínio das infeções seja uma dinâmica dos últimos dias, este domingo é atribuído à realização de menos testes, como é habitual aos domingos, em Itália.

Em Lazio, cuja capital é Roma, após 26 dias, a região tem menos de 2.000 casos.

Alivio das restrições

Enquanto é aguardado o decreto do Governo com as novas medidas para enfrentar as infeções em dezembro, a partir deste domingo três regiões - Lombardia, Piemonte e Calábria - passam da zona vermelha para a laranja, enquanto Ligúria e Sicília voltam para a zona amarela.

As regiões que tinham sido consideradas na zona vermelha foram aplicadas um confinamento leve com a proibição de sair de casa exceto para trabalho, ensino ou saúde.

Por isso, em cidades como Milão e Torino, as ruas voltaram a ficar cheias de gente, principalmente nas áreas comerciais.

O presidente da Lombardia, cuja capital é Milão, Attilio Fontana, lançou um apelo a todos os cidadãos, convidando-os a "não baixarem a guarda" e recordando que "ainda não começou a época da liberdade para tudo".

Na zona laranja não é possível deslocar-se de uma região para outra ou sair do próprio município a não ser por comprovados motivos de trabalho, estudo, saúde ou necessidade, mas existe liberdade de circulação na própria localidade.

Porém, como no resto do país, é proibido conduzir das 22:00 às 05:00.

Além disso, graças à passagem dessas regiões para a zona laranja, 719 mil alunos voltarão às aulas a partir de amanhã, já que na zona vermelha as aulas para alunos do segundo ano do ensino médio foram suspensas.

Veja também:

  • Covid-19: os números da vacinação em Portugal e no Mundo

    Vacinar Portugal

    Já foram aplicadas mais de 1 milhão de doses de vacina em Portugal e o destino da maioria foi para pessoas com mais de 80 anos. O ritmo médio semanal dos últimos dias abrandou ligeiramente. Portugal é agora o 8.º país da União Europeia com mais doses administradas (14.ª se considerarmos os Estados-membros com mais vacinas completas). Veja os gráficos interativos do maior e mais rápido processo de vacinação mundial (pelo menos 101 países já o iniciaram)

    Bruno Castro Ferreira e Sofia Miguel Rosa