Mundo

Ataques a acampamentos das forças internacionais no norte do Mali

Jerome Delay/ AP (Arquivo)

Acampamentos militares nas cidades de Kidal, Gao e Menaka, foram alvos de ataques simultâneos esta manhã.

Acampamentos militares que abrigam forças internacionais nas cidades de Kidal, Gao e Menaka, no norte do Mali, foram alvos de ataques simultâneos hoje de manhã, segundo moradores e um funcionário das Nações Unidas.

O residente de Kidal, Souleymane Ag Mohamed Ali, disse ter ouvido mais de 10 explosões vindas da direção do campo onde estão soldados da paz da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Operação Francesa Barkhane.

Um oficial da ONU, que falou sob anonimato, confirmou os ataques a três cidades, adiantando que os foguetes caíram hoje de manhã no acampamento em Kidal, e ao mesmo tempo ocorreram ataques semelhantes em Gao e Menaka.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelos ataques simultâneos, mas estes têm a marca de grupos jihadistas ligados à Al Qaeda que realizam ataques no norte e no centro do Mali.

Os ataques a campos de forças internacionais são frequentes, mas esta é a primeira vez que os ataques ocorrem em cidades separadas por centenas de quilómetros de distância ao mesmo tempo.

  • Um Presidente sem tempo a perder

    Opinião

    Donald Trump foi o pior Presidente dos EUA em 90 anos. Joe Biden tem o maior desafio do último século americano - mas está, nestes primeiros dias, a mostrar que pode estar à altura do que a maioria clara lhe pede.

    Germano Almeida