Mundo

Assaltantes armados ocupam cidade brasileira, matam refém e criam caos

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma fila com cerca de uma dúzia de reféns levados de uma praça em Cametá.

Assaltantes fortemente armados invadiram esta quarta-feira a cidade brasileira de Cametá, no estado amazónico do Pará, onde provocaram a morte de um refém enquanto semeavam o caos para roubar uma agência do Banco do Brasil.

O crime ocorreu um dia depois que outros bandidos terem atacado a cidade de Criciúma, na região sul do país, também para assaltar uma agência bancária.

A Secretaria de Segurança Pública do estado do Pará disse em um comunicado que mais de 20 criminosos armados assaltaram a agência do Banco do Brasil de Cametá.

Duas pessoas foram baleadas, incluindo um refém, que acabou por morrer. A outra vítima foi hospitalizada com um ferimento na perna.

O prefeito da Cametá, Waldoli Valente, fez um apelo no Facebook:

"Nossa cidade sempre foi pacífica e peço que todos fiquem em casa".

Um vídeo que circula nas redes sociais mostrou uma fila com cerca de uma dúzia de reféns levados de uma praça em Cametá, uma cidade de 140.000 habitantes, e tiros durante a noite.

Os 'media' locais informaram que uma delegacia da Polícia Militar foi atacada, impedindo os agentes de responderem a ação dos criminosos.

O assalto coordenado ocorreu um dia depois de um roubo semelhante ter sido executado também durante a noite na cidade de Criciúma, localizada no estado de Santa Catarina, na região sul do Brasil.

Naquele caso, dezenas de suspeitos armados tomaram a cidade e fizeram reféns enquanto usavam explosivos para assaltar o banco.

Em Cametá, forças táticas de polícias de outras áreas foram enviadas para reforçar a segurança e as autoridades informaram que localizaram um camião abandonado que terá sido usado pelos criminosos, tendo encontrado diversos artefactos explosivos dentro dele.

  • "Quando estou com os avós sinto-me feliz"

    Desafios da Mente

    As investigações apontam que as crianças que têm avós envolvidos na prestação de cuidados podem ter melhores índices de saúde mental, como uma redução do risco de sintomas depressivos e de comportamentos desviantes, bem como melhor desenvolvimento cognitivo. Em Portugal, o Dia dos Avós celebra-se a 26 de julho. A data foi instituída pela Assembleia da República, em 2003.

    Mauro Paulino