Mundo

Erdogan exprime a sua tristeza a Rohani pelo assassínio de físico nuclear

Wana News Agency

Assassínio ocorreu na sexta-feira, num ataque realizado perto de Teerão, atribuído pelo Irão a Israel.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, exprimiu a sua "tristeza" pelo assassínio de um cientista iraniano durante um telefonema com o seu homólogo iraniano, Hassan Rohani, na noite de quinta-feira, anunciaram os seus serviços.

O chefe de Estado turco afirmou a sua "profunda tristeza" pelo assassínio "abominável" de Mohsen Fakhrizadeh, o físico nuclear iraniano morto na semana passada.

O assassínio ocorreu na sexta-feira, num ataque realizado perto de Teerão, atribuído pelo Irão a Israel, que não reagiu às acusações.

Erdogan também falou sobre a situação no Nagorno Karabakh, região independentista do Azerbaijão, de maioria arménia, onde decorreu um conflito militar no outono.

Ancara foi o principal apoio dos azeris neste conflito.

Um acordo de cessar-fogo foi assinado em 09 de novembro sob a égide do Kremlin, com a Arménia a ter de entregar vários distritos azeris, que não estavam sob o controlo de Baku desde há 30 anos.