Mundo

França decreta dia de luto pela morte de ex-Presidente Valéry Giscard d'Estaing

Valéry Giscard d'Estaing (2014)

Benoit Tessier

Segundo a sua família, Giscard d'Estaing não desejaria uma homenagem nacional e o seu funeral acontecerá entre familiares e amigos próximos.

O Presidente da República francesa, Emmanuel Macron, relembrou o seu antecessor Valéry Giscard d'Estaing dizendo que este "mudou a França" e anunciou que dia 09 de dezembro será dia de luto nacional pelo antigo chefe de Estado.

"Sem termos sempre consciência, nós caminhamos nos seus passos. O seu mandato marcou o nosso país e as nossas vidas", disse esta noite Emmanuel Macron, numa mensagem ao país difundida na televisão.

Valéry Giscard d'Estaing, antigo Presidente francês, morreu na quarta-feira aos 94 anos devido a complicações derivadas da covid-19.

Segundo a sua família, Giscard d'Estaing não desejaria uma homenagem nacional e o seu funeral acontecerá entre familiares e amigos próximos.

No entanto, de forma a recordar o ex-chefe de Estado, Emmanuel Macron decretou que 09 de dezembro será dia de luto nacional em sua memória.

Uma homenagem a Giscard d'Estaing está prevista para 02 de fevereiro, dia do seu aniversário, no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, de forma a relembrar o seu empenho no projeto europeu.

Valéry Giscard d'Estaing foi o terceiro Presidente da V República francesa e ocupou o Eliseu entre 1974 e 1981.

Algumas das principais marcas do seu mandato foram o acesso ao voto a partir dos 18 anos, o direito à interrupção voluntária da gravidez e a possibilidade de divórcio por mútuo acordo.