Mundo

Grupo de 23 mineiros retido em mina de carvão na China após fuga de gás

Em março de 2013, houve um acidente nesta mina.

Um grupo de 23 mineiros ficou esta sexta-feira retido numa mina de carvão no sudoeste da China na sequência de uma fuga de gás, avançou a agência noticiosa oficial chinesa Xinhua.

O acidente ocorreu na mina de Diaoshuidong, situada no município de Chongqing (sudoeste), uma grande área urbana localizada a cerca de 1.800 quilómetros da capital chinesa, Pequim.

Equipas de resgate foram destacadas para o local e uma investigação para determinar as causas do acidente foi, entretanto, aberta, acrescentou a agência noticiosa chinesa.

De acordo com a Xinhua (Nova China), esta mina já tinha registado um outro acidente em março de 2013. Na altura, o acidente fez três mortos.

A China, o principal produtor de carvão a nível mundial, regista frequentemente graves acidentes em minas, uma vez que as medidas de segurança são regularmente mal aplicadas e negligenciadas.

Em setembro passado, 16 mineiros morreram numa mina de carvão igualmente localizada no município de Chongqing, também após uma fuga de gás.

Outros 15 mineiros também morreram, em novembro de 2019, na sequência de uma explosão provocada pela acumulação de gás numa mina na província de Shanxi (norte).

As autoridades chinesas atribuíram na altura a explosão a atividades "ilegais".