Mundo

Polícia angolana deteve pai suspeito de abuso sexual e morte da filha de 15 anos

Canva

O crime terá ocorrido há cinco anos, na residência onde ambos habitavam.

As autoridades policiais detiveram, em Luanda, um homem suspeito da agressão sexual e morte da sua filha, de 15 anos, foi esta terça-feira noticiado

Segundo a agência noticiosa angolana, Angop, uma fonte do Serviço de Investigação Criminal (SIC) referiu que o homem, de 44 anos, é suspeito de ter abusado sexualmente e de matar a filha, em 31 de dezembro, no município do Kilamba Kiaxi, em Luanda.

O crime terá ocorrido na residência em que habitavam pai e filha, há mais de cinco anos, depois de se ter separado da mulher, mãe da adolescente.

Familiares contaram que o homem alertou membros da família e vizinhos de que a filha se tinha enforcado, num dos compartimentos da casa, mas os resultados da autópsia revelaram que a menor foi abusada sexualmente e morta por asfixia mecânica, sendo o principal suspeito o pai.

De acordo com a Polícia angolana, nas últimas 24 horas, foram registadas seis violações sexuais, nos municípios de Viana, Cacuaco e Cazenga, e foram vítimas menores entre os 12 e 14 anos, e uma mulher de 50 anos.

Nestes casos, avançou o oficial de informação do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, subinspetor Quintino Ferreira, os suspeitos, com idades entre os 20 e 35 anos, são familiares e vizinhos das vítimas, tendo a polícia detido três e os restantes encontram-se foragidos.

Um estudo da investigadora angolana, Ana Panzo, lançado no ano passado, indicava que as agressões sexuais a crianças cresceram bastante em Angola, nos últimos anos, e a maioria dos casos ocorre frequentemente em ambiente familiar.