Mundo

Moçambique espera recensear mais de 200 mil jovens para o Serviço Militar Obrigatório

Processo abrange todos os cidadãos moçambicanos de ambos os sexos dentro e fora do país.

O Governo moçambicano lança hoje, em todo o país, o recenseamento para o Serviço Militar Obrigatório (SMO) de 2021 e espera abranger cerca de 200 mil jovens, refere o Ministério da Defesa em comunicado.

Segundo o documento, o recenseamento decorre oficialmente desde o dia 02 deste mês e vai terminar a 28 de fevereiro, num processo que abrange todos os cidadãos moçambicanos de ambos os sexos dentro e fora do país.

De acordo com o comunicado, vão poder recensear-se todos os moçambicanos nascidos em 2003 e os que não o puderam fazer antes, desde que não tenham ultrapassado os 35 anos.

O exercício vai decorrer em todo o país e em missões diplomáticas e consulares para o caso de jovens moçambicanos residentes no estrangeiro.

Em 2020, segundo dados do Ministério da Defesa de Moçambique, foram inscritos mais de 185 mil jovens ao SMO.

O recenseamento militar em Moçambique é feito no início de cada ano e não implica automaticamente a incorporação no SMO, pois este ato está sujeito a testes de aptidão e ao número definido anualmente para o ingresso nas Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM).