Mundo

Pandemia leva ao aumento do número de migrantes na Europa  

Navios recolhem centenas nas águas do Mediterrâneo 

Quatro pessoas morreram e três estão internadas quando tentavam atravessar o oceano Atlântico em direção às ilhas Canárias. A pequena embarcação transportava quase 50 migrantes ilegais.

A pandemia de covid-19 está a levar a um aumento do número de migrantes que tentam chegar à Europa. Em 2020, chegaram oito vezes mais pessoas às Canárias, do que no ano anterior.

No norte da Bósnia, há mais de 3 mil pessoas, a dormirem ao relento ou em tendas improvisadas.

Os migrantes, que na sua maioria não vão obter o estatuto de refugiados, tentam passar a fronteira entre a Bósnia e a Croácia, para assim conseguirem entrar na União Europeia.

As autoridades bósnias dizem que o país não pode suportar, sozinho, os custos do acolhimento de milhares de pessoas e acusam Bruxelas de não estar a ajudar e de não ter enviado, até agora, qualquer apoio financeiro.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, mais de 70 mil migrantes passaram pela Bósnia, nos últimos 2 anos, e o país tem, neste momento, cerca de 6 mil pessoas em campos de acolhimento e mais de 3 mil estrangeiros a viverem nas ruas.