Mundo

Governadora de Rhode Island vai chefiar o departamento do Comércio norte-americano

David Goldman

Joe Biden confirmou a escolha depois do nome ter sido divulgado por órgãos de comunicação.

O Presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, escolheu a governadora do estado de Rhode Island, Gina Raimondo, para chefiar o departamento do Comércio, anunciou o democrata na quinta-feira.

Biden confirmou a nomeação, que terá de ser aprovada pelo Senado, horas depois de o nome ter sido divulgado por órgãos de comunicação norte-americanos.

Quem é Gina Raimondo?

Gina Raimondo, de 49 anos, estudou Direito em Harvard e Yale e fundou no passado uma empresa de investimento em fundos de capital de risco, a Point Judith Capital.

Autarca de Boston para o Departamento de Trabalho

O Presidente eleito, que toma posse em 20 de janeiro, também anunciou que escolheu o 'mayor' de Boston, Marty Walsh, para chefiar o Departamento de Trabalho dos Estados Unidos, além de Isabel Guzman para a Administração de Pequenas Empresas (SBA, na sigla em inglês).

Guzman dirige atualmente a delegação da Califórnia daquela agência federal.

O novo Presidente deverá introduzir mudanças significativas no comércio internacional em relação ao predecessor, Donald Trump, que impôs tarifas pesadas à importação de produtos chineses.

Os nomes já conhecidos para cargos-chave

Em dezembro, Joe Biden também anunciou várias nomeações para cargos-chave para revitalizar a economia norte-americana sob uma lógica mais ecológica, tendo prometido que não vai negligenciar os trabalhadores com menores vencimentos e as comunidades minoritárias, os mais prejudicados com a reconversão de setores dependentes dos combustíveis fósseis.

A antiga governadora do Michigan Jennifer Granholm vai ser, em princípio, a escolha de Biden para secretária da Energia, enquanto a antiga responsável da Agência de Proteção Ambiental Gina McCarthy deverá liderar os esforços climáticos nos Estados Unidos.

Biden também nomeou o antigo candidato presidencial Pete Buttigieg para secretário dos Transportes.

Em dezembro, Deb Haaland, do Novo México, atualmente vice-presidente da comissão dos Recursos Naturais da Câmara dos Representantes, foi nomeada secretária do Interior, a primeira nativa norte-americana no cargo.

Biden também escolheu Janet Yellen, que integrou no passado a Reserva Federal, para secretária do Tesouro. Se confirmada pelo Senado, Yellen será a primeira mulher a assumir aquela pasta.