Mundo

Duas semanas e um nevão depois, migrantes na Bósnia começam a ser transferidos para tendas

Incêndio que destruiu o campo de Lipa aconteceu a 23 de dezembro. 

Os migrantes da Bósnia começaram a ser transferidos para as tendas aquecidas montadas pelas autoridades. Por causa do frio, a situação nos campos de refugiados é cada vez mais preocupante.

O incêndio no campo de Lipa a 23 de dezembro fez com que o Inverno se tornasse ainda mais perigoso.

A transferência para outra cidade no centro da Bósnia foi cancelada por causa dos protestos dos residentes. Os migrantes tiveram, por isso, de ficar no campo destruído e coberto pela neve. Aquecem-se como podem, mas muitos não têm roupa adequada e há mesmo quem tenha apenas uns chinelos de verão para caminhar sobre o gelo.

Levam dias sem poder tomar banho, não têm eletricidade, e pedem ajuda para enfrentar a falta de condições.

Depois das críticas da comunidade internacional, as tendas começaram a ser instaladas, mas antes que ficassem prontas, o frio piorou.

Centenas de migrantes têm a esperança de chegar à União Europeia pela Bósnia. Para isso têm de passar a fronteira com a Croácia, onde são comuns os relatos de violência por parte da polícia.