Mundo

Máfia calabresa em tribunal. Mega processo começa em Itália com 355 arguidos 

YARA NARDI

Processo conta com 900 testemunhas e 400 advogados.

A justiça italiana começa esta quarta-feira a julgar o maior processo contra a máfia dos últimos 40 anos.

O processo conta com 355 arguidos, suspeitos de pertenceram ou estarem ligados à máfia calabresa. As acusações prendem-se com crimes de homicídio, tráfico de droga, extorsão e lavagem de dinheiro.

O principal arguido é o alegado líder da máfia calabresa, Luigi Mancuso, de 66 anos, mas a lista inclui também polícias, funcionários públicos e vários políticos.

O edifício onde decorre o julgamento, no sul de Itália, teve de ser adaptado para as mais de 900 testemunhas de acusação e 400 advogados. As medidas de segurança foram também reforçadas, com a mobilização de militares.

GUGLIELMO MANGIAPANE

O julgamento deverá ser prolongado durante dois anos.

O procurador que tem em mãos o processo vive há mais de 30 anos sob proteção policial. Em declarações aos jornalistas, Nicola Gratteri, destaca o momento em que se pode "finalmente falar-se abertamente" sobre a máfia calabresa.