Mundo

Forte explosão no centro de Madrid causa pelo menos 3 mortos

Susana Vera

Terá sido causada por uma fuga de gás. Há também vários feridos, um em estado grave, e uma pessoa desaparecida. Três andares ficaram destruídos.

Uma forte explosão, aparentemente provocada por uma fuga de gás, destruiu esta quarta-feira um edifício no centro de Madrid, deixando pelo menos três pessoas mortas, várias feridas e um desaparecido, de acordo com um relatório provisório.

"Há três mortos e um desaparecido", resumiu o delegado do Governo central para a região de Madrid, José Manuel Franco, em declarações à televisão nacional espanhola (TVE).

A explosão atingiu a fachada e destruiu três andares de um edifício localizada na Rua de Toledo, no bairro de La Latina, muito perto da Porta de Toledo, ao lado da igreja de La Paloma.

Um dos mortos era uma mulher de 85 anos e o outro um homem sobre o qual os mesmos serviços de emergência ainda não forneceram quaisquer outras informações.

Segundo os mesmos serviços há ainda uma pessoa desaparecida que as forças de proteção civil continuam à procura, um operário do sistema de aquecimentos do edifício.

De acordo com as mesmas fontes, um homem de 26 anos de idade foi transferido para o hospital em estado "moderadamente crítico" com um tornozelo partido e traumatismo lombar, e outro de 53 anos com um traumatismo craniano ligeiro.

Dois agentes da polícia foram transferidos com ferimentos ligeiros para uma clínica da capital espanhola e outro homem foi transferido com uma perna partida.

Os serviços de emergência atenderam várias pessoas no local, num hospital de campanha montado pouco depois da explosão.

Segundo o El Pais, que cita o autarca de Madrid, José Luis Martínez Almeida, ter-se-á tratado de um acidente causado por uma fuga de gás.

O edifício fica junto a um lar de idosos, cujos utentes estão a ser levados para um hotel próximo do local.