Mundo

Israel acusa Irão de ataque a navio e promete ripostar

POOL New

Benjamin Netanyahu acusa o regime de Teerão de estar na origem de uma explosão a bordo de um navio israelita, no golfo de Omã.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, acusou esta segunda-feira o Irão de estar na origem de uma explosão a bordo de um navio israelita, na semana passada, no golfo de Omã, prometendo ripostar contra os interesses iranianos na região.

"É claro que é um ato iraniano (...). O Irão é o maior inimigo de Israel (...) e vamos atacá-lo em toda a região", disse Netanyahu em declarações à rádio, segundo a agência de notícias France-Presse (AFP).

"O Irão não terá quaisquer armas nucleares, com ou sem acordo. Foi o que eu disse ao meu amigo, o Presidente [norte-americano] Joe Biden", acrescentou o chefe do Governo israelita, atualmente em campanha para as eleições legislativas, agendadas para 23 de março.

No sábado, o ministro da Defesa israelita, Benny Gantz, já tinha adiantado a hipótese de que Irão fosse responsável pela explosão que atingiu um navio de Israel no golfo de Omã.

O MV Helios Ray, um navio israelita que transportava veículos, rumava de Dammam, uma cidade portuária no leste da Arábia Saudita, para Singapura, no momento da explosão, que ocorreu na quinta-feira ao largo de Omã, segundo uma empresa especializada em segurança marítima.

"A localização do barco, que na altura se encontrava relativamente perto do Irão, pode sugerir que [os autores do ataque] são os iranianos. Mas esta é uma informação que ainda precisa de ser verificada", disse então Gantz, durante uma entrevista televisiva.

Veja também: