Mundo

ONU diz que 18 pessoas morreram em Myanmar

Domingo foi o dia mais sangrento até agora.

As Nações Unidas garantem ter informações de que morreram 18 pessoas num só dia em Myanmar devido à repressão violenta da junta militar. A líder afastada do poder pelos militares foi a tribunal acusada de novas infrações como incitamento à desordem pública e a posse de dois walkie talkie.

As manifestações têm-se repetido de forma ininterrupta desde o golpe de estado a 1 de fevereiro que destituiu a chefe do Governo civil, Aung San Suu Kyi, colocando os militares de regresso no poder, após um interregno de 10 anos.