Mundo

Um sinal de esperança. Nasceu uma cria de uma das espécies mais ameaçadas do mundo

Num jardim zoológico da Austrália.

Uma cria de uma das espécies mais ameaçadas do mundo, o rinoceronte negro, nasceu num jardim zoológico australiano.

O rinoceronte negro está classificado como uma espécie criticamente ameaçada, isto é, corre risco extremamente elevado de extinção num curto período de tempo. Uma nova cria é, por isso, um sinal de esperança.

Três subespécies de rinocerontes negros já foram declaradas extintas.

Não é de estranhar que a cria nascida há cerca de um mês neste zoo australiano esteja a receber todos os cuidados. Para já, é preciso salvaguardar a relação com a sua mãe, Bakhita, uma fêmea que em seis anos já teve quatro crias.

A nova atração do Zoo de Taronga é uma pequena gota de água no imenso oceano da sobrevivência das espécies, particularmente desta que no seu habitat natural, em África, continua a ser alvo dos caçadores furtivos, predadores sem qualquer misericórdia destes animais verdadeiramente únicos.