Mundo

Abatidos dois rockets que visavam base americana no Iraque

Os tiros dos 'rockets' não fizeram vítimas nem danos.

Dois 'rockets' foram este domingo abatidos perto da base aérea de Balad, que alberga soldados americanos no norte de Bagdade, no Iraque, a três dias da retoma do "diálogo estratégico" com a nova administração de Washington.

Segundo indicou fonte de forças de segurança à agência France-Presse (AFP), os tiros dos 'rockets' não fizeram vítimas nem danos, nem foram ainda reivindicados, apesar de Washington acusar regularmente os grupos armados pró-iranianos de visar as suas tropas e diplomatas.

Trata-se do ataque número 14, sexto com recurso a 'rockets', visando as tropas americanas, a embaixada dos Estados Unidos ou comboios iraquianos de apoio logístico às tropas estrangeiras desde que Joe Biden assumiu a presidência em janeiro.

Durante os ataques - precedidos por dezenas de outros durante a administração do ex-Presidente americano Donald Trump - dois americanos foram mortos, bem como um civil iraquiano.

Um outro cidadão iraquiano, que trabalhava para uma empresa de manutenção de aviões americanos F-16 pertencentes ao exército iraquiano, ficou ferido nesses ataques.

Os ataques com 'rockets' são por vezes reivindicados por pequenos grupos obscuros, disfarces de grupos armados pró-Irão presentes há muito tempo no país, segundo especialistas.