Mundo

Indonésia. Sobe para 130 número de mortos em cheias e deslizamentos de terra

Willy Kurniawan

Mais de dez mil pessoas estão refugiados em centros de acolhimento.

O Centro de Gestão de Catástrofes da Indonésia aumentou esta terça-feira de 86 para 130 o número de óbitos devido ao mau tempo em ilhas perto de Timor-Leste, onde as cheias causaram 34 mortes.

Na Indonésia, os socorristas tentam encontrar mais de 70 pessoas desaparecidas, por vezes utilizando pás para remover os destroços acumulados durante a tempestade.

As chuvas torrenciais dos últimos dias causaram inundações e deslizamentos de terras, por vezes arrastando casas. Mais de dez mil pessoas refugiaram-se em centros de acolhimento.

Muitas casas, estradas e pontes foram cobertas com lama, e as árvores arrancadas, tornando difícil aos socorristas alcançar as áreas mais atingidas.

"Ainda é provável que vejamos condições meteorológicas extremas nos próximos dias" por causa do ciclone, disse a porta-voz da Agência de Gestão de Catástrofes da Indonésia, Raditya Jati.

A tempestade está agora a dirigir-se para a costa ocidental da Austrália.

No fim de semana, chuvas torrenciais causaram estragos na região que abrange, entre outras, as ilhas das Flores e de Sumbawa.

Em Timor-Leste, país que faz fronteira com a Indonésia e igualmente afetado pelas graves condições meteorológicas, as cheias do fim de semana causaram pelo menos 34 mortos.