Mundo

Número de pessoas deslocadas em Díli devido às cheias ultrapassa 14 mil

ANTONIO DASIPARU

As inundações causaram pelo menos 42 mortos.

A população deslocada em Díli depois das cheias que assolaram a capital no domingo continua a aumentar, com mais de 14 mil desalojados a serem atualmente acolhidos em pelo menos 40 locais.

"Os dados mais recentes são de 2.315 famílias afetadas e mais de 14 mil desalojados", disse à Lusa fonte da Proteção Civil, em Díli. "Há já mais de 40 centros de acolhimento em vários pontos da cidade", explicou.

Apesar de várias campanhas de solidariedade a decorrer, com cidadãos e empresas a juntarem-se ao Estado na disponibilização de apoios, a situação permanece complexa para muitos dos deslocados, já que em vários locais não há condições para preparar refeições ou água ou eletricidade suficientes.

As cheias do passado fim de semana causaram pelo menos 42 mortos, afetando populações em vários municípios e causando danos a casas, empresas, escolas e outros locais públicos, estradas, pontes e outras infraestruturas.