Mundo

Macron presta homenagem ao príncipe Filipe ao evocar familiaridade com França

Jon Nazca

Duque de Edimburgo, que morreu a poucas semanas de fazer 100 anos, passou vários anos da sua vida perto de Paris.

O Presidente francês, Emmanuel Macron, prestou este sábado novamente homenagem à memória do príncipe Filipe, recordando que o marido da Rainha Isabel II, que morreu na sexta-feira, estava "familiarizado" com aquele país.

"O príncipe Filipe estava familiarizado com o nosso país por ter vivido cá na sua juventude e por ter vindo aqui muitas vezes em viagens, até 2014, por ocasião do 70.º aniversário dos Desembarques da Normandia", escreveu o chefe de Estado francês, numa declaração.

Emmanuel Macron prosseguiu, escrevendo que, para muitos dos seus compatriotas, o príncipe Filipe "encarnou a elegância britânica".

"Foi galardoado com a Cruz de Guerra francesa pela sua participação na Segunda Guerra Mundial e com a Grande Cruz da Ordem Nacional da Legião de Honra. Sabia o preço pago pelos nossos dois países, aliados e irmãos, na luta pela liberdade. As nossas forças armadas estavam profundamente gratas pela sua amizade e apoio", acrescentou o presidente francês.

O duque de Edimburgo, que morreu a poucas semanas de fazer 100 anos, passou vários anos da sua vida perto de Paris, numa infância agitada e longe dos pais, passada entre França, a Alemanha e o Reino Unido.