Mundo

Ciclone deixa sem energia 31.500 pessoas na Austrália

Danos em várias cidades da costa oeste da Austrália.

Um ciclone causou grandes danos em várias cidades da costa oeste da Austrália, provocando a queda de árvores e cortes de energia e deixando telhados destruídos, mas não há relatos de feridos graves.

O ciclone Seroja cruzou a costa da Austrália Ocidental, ao sul da cidade turística de Kalbarri, com ventos de até 170 quilómetros por hora pouco depois do anoitecer de domingo, disseram hoje autoridades australianas.

A empresa governamental Western Power informou que 31.500 dos seus clientes ficaram sem energia.

Os danos mais significativos ocorreram em algumas partes de Kalbarri, mas toda a cidade foi de alguma forma afetada, disse o responsável local do Serviço de Emergência Estadual Steve Cable.

Cerca de 70% dos edifícios em Kalbarri, uma cidade a 580 quilómetros ao norte da capital do Estado (Perth), foram danificados, disse o comissário do Departamento de Bombeiros e Serviços de Emergência, Darren Klemm.

Outras cidades costeiras sofreram menos danos.

Linhas de alta tensão e árvores foram derrubadas, casas perderam telhados e as ruas ficaram repletas de escombros.

As rajadas de vento registadas em Kalbarri e em áreas próximas provavelmente foram as "mais fortes em mais de 50 anos", disse o Departamento de Meteorologia da Austrália num comunicado.

Ciclones tão poderosos são raros nesta região subtropical da Austrália. O último ciclone comparável na região ocorreu em 1956.

O ciclone Seroja tinha já atingido outros países da região, causou inundações e deslizamentos de terra que mataram pelo menos 174 pessoas e deixaram 48 desaparecidos na Indonésia e em Timor-Leste na semana passada.

O Seroja perdeu força e foi baixando ao nível de tempestade antes de chegar hoje à região de Esperance, cidade também na Austrália Ocidental.