Mundo

Ajuda internacional começa a chegar a Timor-Leste depois das cheias

ANTONIO DASIPARU

Cerca de 12 mil pessoas ficaram desalojadas.

A ajuda internacional começa a chegar a Timor-Leste depois da destruição causada pelas cheias.

A Fundação Oriente contribuiu com quase 17 mil euros para o Programa das Nações Unidas que vai ajudar na assistência às vítimas.

Um banco australiano doou 42 mil euros à Cruz Vermelha para ajudar nos esforços de recuperação.

O Governo japonês também já enviou mais de 5 mil cobertores.

Mais de 4.500 famílias afetadas

O último balanço da proteção cívil local dá conta de 36 mortes e 10 pessoas desaparecidas.

Mais de 12.300 pessoas tiveram de ser deslocadas devido às derrocadas e inundações provocadas pelas cheias.

O Governo prevê que nos próximos dias comecem a ses distribuidos materias de construção e limpeza, para que, aos poucos, tudo seja reconstruído e recuperado.