Mundo

Produtos menstruais grátis em supermercado na Irlanda

Pela primeira vez, uma grande retalhista oferece às clientes este tipo de produtos e contribuiu para a luta contra a "pobreza do período".

Duas redes de supermercados na Irlanda e na Inglaterra estão a oferecer produtos menstruais numa campanha que visa combater a "pobreza do período", que várias instituições dizem ter disparado durante a pandemia de covid-19.

O Lidl foi a primeira grande rede de supermercados do mundo a oferecer tampões gratuitos em todas as lojas da Irlanda. O lançamento da iniciativa ocorre ao mesmo tempo que o parlamento irlandês discute a possível gratuitidades destes produto para as famílias mais necessitadas.

Também da Inglaterra, e a uma escala muito mais pequena, chegou um projeto semelhante, mas significativo. Algumas lojas da marca Morrisons têm distribuído produtos menstruais gratuitos de forma discreta, sendo que os clientes podem pedir aos funcionários "um pacote que a Sandy deixou".

Um porta-voz da empresa disse à Reuters que a iniciativa ainda não foi lançada a nível nacional, mas que a Morrisons pode ponderar fazê-lo no futuro.

Em novembro do ano passado, a Escócia foi o primeiro país a tornar os pensos higiénicos e os tampões gratuitos.

O que é a "pobreza do período"?

É a falta de acesso a produtos menstruais e a locais para fazer a higiene diária. Esta necessidade pode levar jovens e mulheres a faltarem à escola ou ao trabalho e aumenta o risco de infeção e de síndrome do choque tóxico.

"Num país de primeiro mundo como o nosso, ninguém deveria ter que escolher entre alimentar-se e alimentar a sua família ou comprar produtos menstruais", disse Claire Hunt, fundadora do Homeless PeriodIreland.

Um estudo da da instituição de caridade internacional Plan International sugere que quase metade dos jovens de 12 a 19 anos na Irlanda têm tido dificuldade em comprar este tipo de produtos, com 10% a usar alternativas inadequadas por causa do custo.

  • 4:18