Mundo

Diplomata suíça morre após queda do alto de um prédio no Irão

Teerão, Irão

ABEDIN TAHERKENAREH

A mulher caiu de um prédio de 20 andares no norte de Teerão, onde vivia.

A polícia iraniana informou ter começado a investigar hoje a morte de uma diplomata suíça que terá caído do alto de um prédio na capital do país, Teerão.

A mulher, na casa dos 50 anos, caiu dos andares superiores de um prédio de 20 andares do norte de Teerão, onde vivia, informou a agência de notícias estatal IRNA.

Segundo a agência, o alerta às autoridades foi dado na manhã de hoje por um trabalhador, que se apercebeu do seu desaparecimento.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Suíça reconheceu, num comunicado, que uma funcionária "morreu num incidente fatal [registado] na terça-feira", não identificando a diplomata e reconhecendo apenas que os serviços entraram em contacto com a polícia local.

A embaixada da Suíça representa os interesses dos Estados Unidos em Teerão desde a Revolução Islâmica de 1979.