Mundo

Mulher que não sabia que estava grávida deu à luz em pleno voo

Jacky Naegelen

A bordo do voo, com destino ao Havai, seguiam três enfermeiras e um médico que ajudaram no parto.

Uma mulher que não sabia que estava grávida deu à luz, na passada semana, num voo da cidade norte-americana de Salt Lake City com destino a Honolulu, no Havai.

O parto prematuro teve a ajuda não só de um médico, como também de três enfermeiras que seguiam no voo.

Citado pela CNN, o médico Dale Glenn explicou que, a meio da viagem, houve uma chamada de emergência e que achou normal, pois já tinha passado por algo do género anteriormente. "Mas esta chamada não foi como as outras e parecia bastante urgente."

Depois de alertar uma das hospedeiras de bordo, o médico de família da rede Hawaii Pacific Health ficou a saber que se tratava de uma mulher que estava a dar à luz.

Mas não foi só o médico que se prontificou a ajudar. Três enfermeiras de um hospital do North Kansas City também entraram em ação.

A mãe, Lavinia Mounga, deu à luz um menino, a quem chamou de Raymond, durante a viagem para o Havai, onde ia passar férias com a família.

De acordo com a CNN, a mulher não sabia que estava grávida e o parto aconteceu às 29 semanas.

Instagram

O resto do voo da Delta Air Lines foi passado com o médico e as enfermeiras a cuidarem de Lavinia e Raymond. A equipa de profissionais de saúde improvisou com os equipamentos que tinha à mão e conseguiu manter a mãe e o filho estáveis o resto da viagem.

A equipa usou atacadores para atar o cordão umbilical, aqueceu o recém-nascido com garrafas aquecidas no micro-ondas e, a certa altura, recorreu a um Apple Watch para monitorizar o batimento cardíaco do bebé.

O voo demorou ainda três horas até aterrar em Honolulu, onde mãe e filho foram depois encaminhados para um hospital da cidade.