Mundo

Presidente mexicano decreta três dias de luto nacional após acidente no metro da capital

O Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador

Jose Mendez

Pelo menos 24 pessoas morreram.

O Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, decretou três dias de luto nacional devido ao acidente num troço da linha 12 do metropolitano da capital mexicana que causou pelo menos 24 mortos.

O chefe de Estado publicou na terça-feira o decreto "pelo qual se declara luto nacional durante três dias, pela tragédia ocorrida na segunda-feira na Linha 12 do Sistema de Transporte Coletivo Metro" da Cidade do México.

Obrador já tinha prometido um "inquérito aprofundado", com a ajuda de peritos internacionais independentes, ao acidente causado pelo desmoronamento de um viaduto.

"Vai decorrer um inquérito aprofundado (...) para procurar conhecer a verdade (...), a partir da qual será estabelecida a responsabilidade", disse, na conferência de imprensa diária.

Quase 500 autocarros estão a assegurar o transporte dos utentes da linha 12 do metro da grande metrópole, com perto de dez milhões de habitantes.

Envolta em polémica desde a construção, a linha 12 do metro, onde ocorreu o acidente, foi concluída em 30 de outubro de 2012, quando o atual ministro dos Negócios Estrangeiros mexicano, Marcelo Ebrard, era presidente do município da capital.

No entanto, a linha foi encerrada em 2014 por falhas e reaberta entre outubro e novembro de 2015, em vários ramais.

As imagens do acidente