Mundo

Ações da Meituan afundam após CEO publicar poema visto como crítica ao Governo chinês

Thomas White

Wang Xing difundiu nas redes sociais um antigo poema chinês sobre o Governo tirânico do primeiro imperador.

As ações do grupo chinês de entregas ao domicílio Meituan afundaram esta terça-feira pelo segundo dia consecutivo, depois de o chefe executivo ter difundido um poema clássico que foi interpretado como uma crítica velada ao Governo chinês.

O presidente executivo (CEO) do grupo, Wang Xing, difundiu nas redes sociais um antigo poema chinês sobre o Governo tirânico do primeiro imperador, uma mensagem amplamente interpretada como sendo dirigida às autoridades chinesas.

As ações caíram 5% na sessão desta terça-feira na Bolsa de Valores de Hong Kong, uma queda de cerca de 12%, em relação à semana passada, com os investidores receosos de que o grupo se torne no próximo alvo dos reguladores chineses.

Pequim lançou operação para reformar o setor da internet

Pequim lançou, nos últimos meses, uma vasta operação para reformar o setor, de forma a limitar a sua influência na sociedade, segundo analistas, usando como pretexto as regras antimonopólio.

O grupo de comércio eletrónico chinês Alibaba foi o primeiro alvo das autoridades chinesas. Em abril, foi multando em quase 2,8 mil milhões de dólares (2,3 mil milhões de euros), por comportamento monopolista.

A Meituan, que oferece bens de consumo e diversos serviços, através do seu aplicativo, é objeto de uma investigação semelhante, lançada no final de abril.

As investigações ao setor da Internet começaram em outubro passado, após críticas do fundador do Alibaba, Jack Ma, contra os reguladores. A mensagem de Wang levanta agora receios de medidas retaliatórias contra a Meituan.

Um influente grupo de consumidores de Xangai acusou na segunda-feira a empresa de conteúdo enganador e de dificuldades de reembolso no seu aplicativo móvel.

"Publicar um poema tão enigmático numa altura tão delicada é a melhor maneira de assustar os investidores", comentou um utilizador do Gelonghui, um popular grupo de discussão do Weibo, o Twitter chinês, dedicado ao mercado de ações.

Wang Xing apagou rapidamente o poema, garantindo que foi mal interpretado.

Meituan é uma das maiores das empresas do setor digital chinês

Desde que entrou em bolsa em 2018, as ações da Meituan valorizaram-se acentuadamente, tornando-se uma das maiores das empresas do setor digital chinês com maior capitalização de mercado.

O grupo prometeu apresentar às autoridades um plano "corretivo" para responder ao que o regulador de mercado chinês chamou de "comportamento potencialmente monopolista".

A Administração Estatal de Regulação do Mercado disse em comunicado que está a examinar as práticas do Meituan, incluindo acordos de exclusividade conhecidos como "escolha um entre os dois".

Estas práticas são comuns na China, onde os provedores de comércio eletrónico por vezes forçam os comerciantes a vender exclusivamente os seus produtos e serviços apenas através da sua plataforma 'online'.