Mundo

Cinco milhões de israelitas passaram a noite em refúgios anti-bomba

Correspondente SIC

Reportagem do correspondente SIC no Médio Oriente, Henrique Cymerman.

Tanto Israel como o Hamas ignoram os apelos à calma, feitos pela comunidade internacional. O grupo Hamas batizou esta operação com o nome de "Espada de Jerusalém".

Para o exército de Israel esta é a operação "Guardião das muralhas". O Governo israelita recrutou milhares de reservistas e está a enviar tanques e artilharia para a fronteira com Gaza.

Por agora, a invasão terrestre não está prevista, mas os líderes militares e políticos israelitas avisam que esta não é uma campanha que se resolva em poucos dias.

Cinquenta e três palestinianos e seis israelitas perderam a vida nos confrontos até ao momento.

Uma reportagem do correspondente SIC no Médio Oriente, Henrique Cymerman.