Mundo

"Ninguém vai sobreviver para chorar a perda dos outros". O discurso emocionado no congresso dos EUA sobre o Médio Oriente 

Mais de 100 palestinianos morreram desde o início da escalada militar, anunciou esta sexta-feira o Ministério da Saúde palestiniano.

No congresso dos Estados Unidos, ouviram-se vozes contra e a favor da ofensiva militar israelita na Faixa de Gaza. Rashida Tlaib, representante do Partido Democrata pelo Michigan, proferiu um discurso emocionado sobre uma mensagem que recebeu de uma mãe que vive o flagelo da violência em Gaza.

A única congressista de origem palestiniana no órgão do poder legislativo norte-americano criticou a posição dos Estados Unidos, numa altura em que a violência no Médio Oriente aumenta.

Pelo menos 119 palestinianos morreram, incluindo 31 menores, desde que teve o início na segunda-feira a escalada militar entre Israel e grupos palestinianos, anunciou o Ministério da Saúde palestiniano esta sexta-feira.

Entre os mortos estão 19 mulheres e o número de palestinianos feridos subiu para 830, declarou o porta-voz do Ministério, Ashraf Al-Qedra.

O exército israelita realizou esta madrugada a maior operação na Faixa Gaza desde a eclosão da escalada militar na segunda-feira, com cinquenta rondas de bombardeamentos por terra e ar em quarenta minutos.