Mundo

Deputados não inscritos ganham maioria na Assembleia Constituinte do Chile

Alberto Valdes

A população chilena rejeitou os partidos tradicionais.

A população chilena rejeitou os partidos tradicionais e optou por votar em candidatos independentes para reescrever a Constituição do país, intacta desde o período da ditadura militar de Augusto Pinochet, entre 1973 e 1990.

A direita liderada pelo Presidente da República do Chile, Sebastián Piñera, não convenceu os eleitores e, contra todas as expectativas, os deputados não inscritos serão o maior contingente entre os 155 elementos da Assembleia Constituinte (que vai ser constituída por 77 mulheres e 78 homens).

O sufrágio decorreu no sábado e no domingo e foi este segmento dos deputados bastante diversificado (assistentes sociais, advogados constitucionais, professores, escritores, empresários, entre outros) que conquistou a confiança da população.

A Assembleia Constituinte vai ter de apresentar a próxima legislação fundamental do país no prazo máximo de um ano. Para ser aprovada vai ter de reunir o consenso de dois terços.

  • 8:23