Mundo

Morreu o chefe da “maior família do mundo”. Deixa 38 esposas, 89 filhos e 33 netos

Barcroft

Tinha 76 anos.

Morreu no domingo na Índia, aos 76 anos, o homem que se acreditava ser o chefe da maior família do mundo. Ziona Chana, líder de uma seita religiosa que praticava a poligamia, deixa 38 esposas, 89 filhos e 33 netos.

A notícia foi confirmada pelo chefe executivo do Estado de Mizoram, Zoramthanga, que apresentou as suas condolências no Twitter.

Segundo a BBC, Ziona Chana sofria de diabetes e hipertensão, tendo a sua condição piorado ao final do dia de domingo. O indiano foi transportado de urgência para o hospital, mas à chegada foi declarado o óbito.

Apesar da imprensa local se referir a Ziona como detentor do "recorde mundial" para o chefe da maior família do mundo, não é claro a quem pertence este título. Ainda assim, o indiano e a sua família são uma espécie de sensação local, atraindo turistas para a vila onde vivem no nordeste da Índia.

De acordo com a Reuters, Ziona Chana nasceu em 1945 e conheceu a sua primeira esposa aos 17 anos.