Mundo

Uma das vítimas mortais do desabamento em Antuérpia é portuguesa

Outros dois portugueses estão entre os desaparecidos.

Foi encontrada mais uma vitima mortal do desabamento de uma escola em construção em Antuérpia, na Bélgica, na sexta-feira. O balanço oficial é agora de dois mortos e três desaparecidos. As operações de busca continuam.

Uma das vítimas mortais é portuguesa e há ainda outros dois portugueses desaparecidos, confirmou esta manhã a polícia belga.

"Dois mortos já foram confirmados. Um deles é um homem português e o outro é da Roménia. Mas continuam três pessoas desaparecidas, duas das quais também de Portugal. A terceira pessoa também é da Roménia", afirmou um porta-voz da polícia belga às estações televisivas portuguesas no local, indicando que um outro português ficou ferido e está hospitalizado.

Sobre as hipóteses de sobrevivência das três pessoas que continuam por localizar na obra, o porta-voz da polícia confessou que "as hipóteses de eles estarem vivos são muito diminutas", mas evitou alongar-se em comentários.

"Só podemos ter a certeza quando os encontrarmos, mas já passou muito tempo e temos de ser realistas. Faremos tudo ao nosso alcance para os encontrar e talvez ainda haja alguma esperança, alguma hipótese de encontrarmos alguém com vida", sublinhou.

As operações de busca continuam esta manhã, depois de uma madrugada de muito trabalho. Dezenas de operacionais estão à procura dos desaparecidos, apoiados por maquinaria pesada.

A notícia de que havia portugueses entre as vítimas chegou a ser confirmada ontem pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, com base em informações que chegaram do ministério homólogo belga e dos serviços consulares.

Segundo o meio de comunicação belga GVA, quatro serão trabalhadores portugueses da empresa 'Goorden Bouw en Service', que terá confirmado a informação ao jornal em questão.