Mundo

Funcionária de restaurante raptada e agredida por grupo que não pagou a conta

Facebook Nifty Fifty's

Vítima tem 20 anos e sofreu hematomas na cara, no pescoço e uma possível concussão.

Uma funcionária de um restaurante em Washington Township, Nova Jérsia, nos Estados Unidos, ficou ferida depois de exigir o pagamento da conta a um grupo de pessoas que se recusava a fazê-lo. A mulher foi raptada e agredida e a polícia está agora à procura dos cinco responsáveis.

A NBC News conta que a funcionária, que solicitava o pagamento de uma conta de 70 dólares, cerca de 58 euros, sofreu hematomas na cara e no pescoço e uma possível concussão, no sábado à noite.

Segundo as autoridades, o caso aconteceu por volta das 23:15. O restaurante em causa é o Nifty Fifty's, em Washington Township, no estado de Nova Jérsia.

O relato do momento

"O veículo está a funcionar, os faróis estão acesos e eles estão prontos para fugir da área, a porta traseira está aberta", disse o chefe de polícia Patrick Gurcsik à NBC Philadelphia, acrescentando que a vítima está "dentro do veículo".

Ao confrontar o grupo, a mulher de 20 anos foi levada num carro branco e abandonada à beira de uma autoestrada. Os momentos foram registados pelas câmaras de vigilância do restaurante.

Depois de libertada, a funcionária voltou para o restaurante e chamou a polícia.

A polícia divulgou as fotos dos três homens e duas mulheres que estão a ser procurados para interrogatório. Os suspeitos foram vistos a conduzir um Dodge Durango branco.

A reação do restaurante

Em comunicado, o restaurante assegura que a prioridade é a segurança dos funcionários:

"Valorizamos os nossos funcionários e queremos que eles saibam que nenhuma quantia de dinheiro vale as suas vidas. Estamos a enviar as nossas orações para que a nossa empregada recupere rapidamente".

  • Dentro do coração
    4:23

    Futuro Hoje

    Há 7 anos no Futuro Hoje mostrámos pela primeira vez um pacemaker que se instala dentro do coração. Em Portugal há muitas pessoas a quem este aparelho salvou a vida. Só o Dr. Diogo Cavaco, cardiologista que introduziu esta técnica no país, já instalou mais de cem aparelhos destes.