Mundo

Diretor financeiro da organização Trump entrega-se às autoridades

Empresas de Trump suspeitas de fraude fiscal.

A justiça norte-americana está a apertar o cerco às empresas de Donald Trump. O diretor financeiro da organização do ex-presidente entregou-se esta quinta-feira no Ministério Público de Nova Iorque.

Passavam pouco minutos das seis da manhã quando o diretor financeiro da organização empresarial de Donald Trump se entregou às autoridades judiciárias de Nova Iorque, mas evitou os jornalistas entrando por uma porta lateral. Allen Weisselberg trabalha para a família há 48 anos e é considerado uma figura-chave pelos procuradores nova-iorquinos que investigam os negócios de Trump.

Há muito que estaria a ser pressionado a colaborar com a justiça mas, depois de a 19 de maio o inquérito civil evoluir para penal, passou a estar no centro das acusações de crimes fiscais.

Num comunicado divulgado na segunda-feira, Weisselberg defendia que os procedimentos da empresa eram práticas padrão em toda a comunidade empresarial e que não configuravam crimes.

A investigação acelerou depois de Trump perder uma batalha legal pelo acesso dos procuradores às declarações de impostos. As acusações de fraude poderão implicar rescisões de contratos e levar os credores de Trump a exigir o pagamento dos empréstimos.

Trump mantém em aberto a recandidatura às presidenciais de 2024 e, para assegurar apoio entre as bases, regressou aos comícios.