Mundo

Israel ataca alvos do Hamas após o lançamento de balões incendiários

Filmagens do exército israelita (IDF) mostram, à esquerda o procedimento para alertar palestinianos a sair de suas casas, à direita o que o exército diz ser um ataque contra uma fábrica de armas do Hamas.

IDF/Reuters

Exército israelita informou que "aviões de guerra atacaram um local de fabrico de armas" pertencente ao Hamas.

Israel bombardeou hoje alvos do movimento islâmico Hamas na Faixa de Gaza, pela primeira vez em duas semanas, em resposta ao lançamento de balões incendiários do enclave contra o seu território na quinta-feira.

Em comunicado, o exército israelita informou que "aviões de guerra atacaram um local de fabrico de armas" pertencente ao Hamas.

De acordo com um porta-voz militar o local "foi usado pelo Hamas para pesquisar e desenvolver armas".

Na nota, o exército diz que o ataque foi realizado "em resposta ao lançamento de balões incendiários contra território israelita", algo que não acontecia há duas semanas.

Os balões incendiários foram lançados de Gaza e causaram quatro incêndios em comunidades israelitas vizinhas sem causar danos graves, segundo os meios de comunicação locais.

Desde 17 de junho que não havia incidentes na zona, dia em que se registaram protestos e lançamentos de balões de Gaza em reação a uma marcha de ultranacionalistas israelitas na parte oriental de Jerusalém.

Estes ataques e os balões incendiários foram os primeiros grandes incidentes entre Israel e Gaza desde o cessar-fogo de 21 de maio, que terminou com 11 dias de uma guerra, que causou 255 mortos no lado palestiniano e 13 mortos em Israel.

VEJA TAMBÉM: