Mundo

Sobe para 20 o número de mortos em desabamento de prédio em Miami

CRISTOBAL HERRERA-ULASHKEVICH

Foram descobertos mais dois corpos.

O balanço de vítimas mortais do desabamento de um prédio perto de Miami subiu esta sexta-feira para 20, após a descoberta de mais dois corpos, continuando desaparecidas ainda 128 pessoas, segundo revelaram as autoridades.

"Descobrimos duas novas vítimas na última madrugada. Uma dessas vítimas era infelizmente a filha de sete anos de um bombeiro da cidade de Miami", destacou a responsável municipal do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, em conferência de imprensa.

"Todas as noites [desde o colapso] têm sido imensamente difíceis para todos, mas a noite passada foi especialmente difícil para as equipas de resgate", acrescentou, citada pela agência AFP.

Na quinta-feira o presidente dos Estados Unidos Joe Biden tinha visitado o local e passado várias horas com as equipas de resgate e as famílias das vítimas.

O número de pessoas desaparecidas também já diminuiu de 140 para 128, apontou Daniella Levine Cava, depois de um total de 188 moradores do prédio já terem sido identificados em segurança.

A busca por sobreviventes, que cada vez mais difícil, foi interrompida por várias horas na quinta-feira, depois das autoridades terem temido que as secções do prédio ainda de pé desabassem, acabando por ser retomadas ao final do dia.

A maioria de um prédio de 12 andares, o Champlain Towers South, localizado a uma dezena de quilómetros de Miami Beach, desabou na manhã de 24 de junho.

O furacão Elsa, atualmente sobre a ilha de Barbados e que pode dificultar os trabalhos de resgate, deve aproximar-se da Florida entre segunda e terça-feira, sublinhou o responsável do serviço meteorológico dos Estados Unidos, Robert Molleda, na mesma conferência de imprensa.