Mundo

Número de mortes em acidente com avião militar filipino sobe para 45

AP

O avião tinha 92 pessoas a bordo, incluindo três pilotos e cinco tripulantes, sendo os restantes militares.

Pelo menos 45 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas este domingo num acidente com um avião militar filipino que se despenhou e incendiou quando tentava aterrar, segundo fontes militares.

Entre as vítimas estão 42 militares que seguiam a bordo do avião de transporte C-130 e três civis. Informações anteriores davam conta de 29 mortos.

O aparelho despenhou-se quando tentava aterrar na ilha de Jolo, na província de Sulu, disse à agência de notícias France-Presse, o general Cirilito Sobejana.

O C-130 transportava vários militares destacados para uma força operacional conjunta de luta contra o terrorismo na ilha, de maioria muçulmana.

O exército filipino mantém uma forte presença no sul do país, onde atuam os fundamentalistas islâmicos da rede Abu Sayyaf, considerada uma organização terrorista por Manila e Washington.

Vários atentados terroristas e raptos de turistas estrangeiros e missionários cristãos foram atribuídos e reivindicados pelos militantes da Abu Sayyaf.