Mundo

Chinesa abandonada numa ilha deserta pelos pais como castigo  

"Eles forçaram-me a viver numa ilha deserta. Só tenho água e bolachas".

Uma jovem chinesa de 13 anos terá sido abandonada numa ilha deserta pelos pais, como castigo, depois de ter desistido de ir à escola.

A jovem diz ter sido encontrada por pescadores na ilha, na costa da província de Shandong, depois dos pais a terem deixado lá para que pudesse aprender uma lição sobre as dificuldades e adversidades da vida.

O castigo terá sido levado a cabo pelos pais quando foram confrontados com a decisão da filha em desistir da escola, aos 13 anos.

Segundo o britânico The Sun, os pais estariam com medo que a filha estivesse a desperdiçar o seu potencial e decidiram tomar medidas drásticas.

Na ilha, a jovem estaria acompanhada apenas por um especialista em sobrevivência.

No entanto, dois dias depois, terá sido detetada por pescadores que chamaram as autoridades. Quando a polícia chegou, a jovem terá confessado que "não aguentava mais".

"Eles forçaram-me a viver numa ilha deserta. Só tenho água e bolachas. Nem consegui acender uma fogueira. Por favor, levem-me para a terra", terá dito a jovem aos polícias, segundo os media chineses, que adiantam ainda que o casal foi ordenado a levar a filha para casa.