Mundo

Chapéu usado por Napoleão vai a leilão e poderá atingir os 600 mil euros

Handout

O evento pretende assinalar os 200 anos da morte do imperador francês.

O chapéu de dois bicos faz parte da imagem histórica de Napoleão Bonaparte. Dois séculos depois da morte do imperador francês, um dos chapéus que usou vai a leilão.

O anúncio foi feito pela leiloeira Sotheby’s, esta quinta-feira, em Paris. O evento pretende comemorar o bicentenário da morte de Napoleão Bonaparte. O chapéu de feltro negro de dois bicos será uma das principais atrações deste leilão.

A leiloeira estima que este pedaço de história poderá atingir valores que vão dos 400 aos 600 mil euros. Acredita-se que este acessório terá acompanhado Napoleão Bonaparte durante a campanha de 1807, tendo sido usado durante a assinatura do tratado de paz de Tilsit, que dividiu a Europa entre França e a Rússia.

Serão também leiloados obras de arte, esculturas, peças de prata, mobiliário, porcelana, joias e fotografia. Há ainda outra peça que rivaliza o protagonismo com o chapéu de dois bicos: uma máscara mortuária que feita com base no gesso original do médico-legista do Bonaparte.

O evento começa a 15 de setembro, prolongando-se até dia 22. A leiloeira Sotheby's lembra que Napoleão era um forte conhecedor de arte e que sabia a importância que esta tinha na política.

“O seu reinado foi marcado por um pensamento da política cultural inovador e por grandes esforços artísticos para glorificar a sua imagem e construir a sua própria lenda para a posteridade", cita o The Guardian.

Veja mais: