Mundo

Detidas 31 pessoas em Nova Jérsia por exploração sexual de menores na Internet

canva

Os suspeitos têm entre 18 e 65 anos e enfrentam várias acusações.

As autoridades de Nova Jérsia anunciaram hoje a detenção de 31 pessoas acusadas de exploração de menores através da Internet, após uma investigação que decorreu durante três meses.

As detenções foram feitas no âmbito da operação 24/7, que abordou os perigos crescentes que as crianças passaram a enfrentar durante a pandemia, com a maior utilização das novas tecnologias.

Os suspeitos têm entre 18 e 65 anos e enfrentam várias acusações, incluindo tentativa de tráfico de seres humanos, tentativa de agressão sexual, contacto sexual criminoso, distribuição de material obsceno de um menor e produção, distribuição e posse de material de abuso sexual de crianças.

Entre os principais detidos encontram-se Ryan Olson, de 20 anos, que as autoridades dizem ter pedido a meninas para jogarem um "jogo" nas redes sociais em que oferecia dinheiro e prémios em troca de material sexualmente explícito, e Ndachi Ndungu, 25 anos, que convenceu uma criança de 12 anos a enviar-lhe fotografias de teor sexual.

As investigações foram iniciadas na sequência de uma série de informações recebidas pela Divisão Regional de Crimes contra as Crianças na Internet (ICAC) de Nova Jérsia, tendo em conta que o número de denúncias recebidas nos primeiros seis meses de 2021 aumentou drasticamente, 39% a mais do que todas as recebidas em 2019.

"Nunca desistiremos dos nossos esforços para erradicar e prender qualquer pessoa envolvida na rede depravada de criminosos que procuram atacar sexualmente crianças, bem como aqueles que partilham pornografia infantil na Internet", disse o superintendente da Polícia do Estado de Nova Jérsia, Patrick Callahan, num comunicado.