Mundo

Jornalista criminal holandês morreu vítima de ferimentos de balas

RAMON VAN FLYMEN

Peter R. De Vries foi baleado no dia 6 de julho, numa rua de Amesterdão.

O jornalista criminal holandês Peter R. De Vries, gravemente ferido a tiro em 06 de julho em Amesterdão, morreu vítima dos ferimentos, segundo um comunicado de sua família divulgado pela estação televisiva RTL.

"Peter lutou até o fim, mas não conseguiu vencer a batalha. Ele morreu, rodeados pelos que o amam", disseram familiares do jornalista.

De Vries, conhecido pelas suas reportagens sobre o submundo holandês, foi baleado em 06 de julho, numa rua de Amesterdão, depois de fazer uma das suas aparições regulares num programa de televisão.

Em 2019, soube-se que De Vries estava na lista negra do narcotraficante e líder da máfia holandesa Ridouan Taghi e foi nesse momento que passou a ser protegido pela polícia devido a ameaças de morte.

Dois suspeitos foram detidos após os disparos que atingiram o jornalista.

Na altura do tiroteio, num comunicado comum, a Federação Internacional e a Federação Europeia dos Jornalistas (FIJ/FEJ) denunciaram "um novo golpe trágico contra a liberdade de imprensa na Europa".