Mundo

Caso Rúben Semedo. Amigo do jogador também saiu em liberdade

YANNIS KOLESIDIS

O empresário de 40 anos fica obrigado a pagar uma caução de cinco mil euros.

O suspeito de coautoria do crime de violação de que Rúben Semedo é alvo também saiu em liberdade depois de prestar declarações, esta sexta-feira, no tribunal, em Atenas.

O empresário, de 40 anos, fica obrigado a pagar uma caução de cinco mil euros e a apresentar-se uma vez por mês na esquadra do local de residência.

Durante o interrogatório, negou a prática do crime e garantiu que as relações sexuais mantidas com a jovem foram consentidas.

O futebolista Rúben Semedo foi esta quinta-feira libertado da prisão sob o pagamento de uma fiança de 10 mil euros.

O jogador do Olympiacos foi ouvido durante duas horas e meia num tribunal de Atenas e acabou por ser libertado, depois de pagar a fiança.

O internacional português fica ainda proibido de sair da Grécia até que tudo esteja devidamente esclarecido.

Exame forense não terá detetado sinais de lesões na alegada vítima

Segundo a imprensa grega, os exames forenses não terão detetado sinais de lesões genitais.

"Não foram encontradas feridas, hematomas ou lesões recentes nos genitais nem no ânus", escreve a imprensa.

Factos que, na opinião dos advogados do jogador, são suficientes para provar à Justiça que as relações sexuais foram consentidas, ao contrário do que diz a alegada vítima.

A defesa de Rúben Semedo considera que as declarações da jovem são infundadas e contraditórias.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros