Mundo

Cantor Nego do Borel acusado de violar modelo Dayane Mello em programa de televisão

Modelo Dayane Mello.

Mondadori Portfolio

Cantor Nego do Borel terá alegadamente forçado sexualmente a modelo Dayane Mello.

As autoridades brasileiras estão a investigar uma alegada violação de uma modelo durante um 'reality show' transmitido pela Record TV, disseram fontes policiais no sábado.

A Polícia Civil de São Paulo abriu uma investigação contra o cantor Leno Maycon Viana Gomes, de 29 anos, mais conhecido como Nego do Borel, por alegadamente ter forçado sexualmente a modelo Dayane Mello enquanto esta estava intoxicada por bebidas alcoólicas.

"O advogado da vítima apareceu na esquadra da polícia e relatou os factos, além de apresentar imagens do que aconteceu", disse a secretaria de Segurança Pública de São Paulo numa nota, acrescentando que não forneceria mais pormenores a fim de "garantir a autonomia do trabalho policial".

Os acontecimentos, que tiveram lugar nas primeiras horas da manhã de sábado e causaram um alvoroço no Brasil, onde os utilizadores da Internet apelaram à expulsão e punição de Nego de Borel, contra quem já foram feitas outras alegações de abuso físico, psicológico e sexual.

Em vídeos e imagens que circulam nas redes sociais, a modelo pode ser vista completamente intoxicada depois de participar numa festa no reality show "A Fazenda", transmitido pela RecordTV, mas rejeitando os avanços do cantor.

Ao mesmo tempo, os outros participantes expressam repetidamente a sua preocupação com a condição da mulher e aconselham o cantor a não dormir com Dayane sem o seu consentimento para "não se meter em problemas".

Cantor foi expulso

No meio da onda de críticas recebidas de cidadãos, celebridades e mesmo políticos, a rede de televisão anunciou a expulsão do cantor, após uma "longa e rigorosa análise jurídica", como relatado numa declaração.

"Tendo em conta os factos verificados, a direcção da Record TV decidiu retirar Nego do Borel do concurso", disse o canal de televisão.