Mundo

Maioria dos mineiros presos desde domingo numa mina no Canadá foram resgatados

Trabalhos de resgate prosseguem.

Trinta e três dos 39 mineiros que ficaram presos no domingo numa mina na zona este do Canadá foram retirados e chegaram à superfície, anunciou esta terça-feira o chefe das operações de socorro, indicando que os trabalhos de resgate prosseguem.

"É um processo muito demorado. Restam apenas seis pessoas e esperamos que cheguem todas à superfície durante o dia de hoje", afirmou Shawn Rideout, em declarações ao canal de televisão CBC.

Os trabalhadores, ao serviço da empresa mineira brasileira Vale, ficaram presos no domingo de manhã a cerca de 900 metros de profundidade numa mina em Sudbury (província de Ontário), localidade a 400 quilómetros a norte de Toronto.

"Estão debaixo da terra há 48 horas", prosseguiu Shawn Rideout, observando que "alguns (dos mineiros) não são fisicamente capazes de fazer toda a subida, por isso estamos a usar cordas para os puxar para cima".

Os mineiros ficaram retidos depois de um equipamento pesado ter colidido com o elevador do principal sistema de transporte da mina, o que provocou uma avaria no sistema de carga entre níveis e deixou os trabalhadores encurralados.

Após o incidente, e enquanto aguardavam o respetivo resgate, os mineiros procuraram proteção nos abrigos da mina.

Na segunda-feira, o grupo brasileiro Vale, dono da mina, explicou que nenhum dos mineiros tinha ficado ferido no incidente, tendo ainda afirmado que esteve em "comunicação frequente" com os trabalhadores.

Os funcionários tiveram acesso a comida e a água, segundo a empresa brasileira.

"Estamos aliviados e felizes por ver que as pessoas estão a voltar sãs e salvas à superfície", afirmou Gord Gilpin, representante das operações do grupo brasileiro no território canadiano, num comunicado.

"Não há dúvida de que tem sido e continua a ser uma experiência esgotante. Felicito-os pela paciência e determinação", acrescentou o representante.

Todas as operações na mina em Sudbury, onde trabalham cerca de 200 pessoas, encontram-se suspensas desde domingo e o grupo brasileiro informou, entretanto, que fará uma avaliação ao local antes de retomar os trabalhos de exploração mineira.

Esta mina foi encerrada em 1972, mas o grupo brasileiro Vale reabriu o local em 2014.

Nos primeiros seis meses de 2021, foram extraídas desta mina cerca de 3.600 toneladas de níquel.

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia