Mundo

Tesla condenada a pagar 118 milhões de euros a um ex-trabalhador vítima de racismo

Tingshu Wang

Empresa norte-americana culpada de "fechar os olhos" a insultos racistas e a um ambiente de trabalho hostil.

A Tesla vai ter de pagar uma indemnização de cerca de 118 milhões de euros a um antigo trabalhador. Em causa, estão acusações de racismo que remontam a 2015 e 2016.

O afro-americano diz que, ao longo do ano em que trabalhou na fábrica de Fremont, na Califórnia, foi alvo de insultos e que os colegas faziam suásticas e desenhos racistas no local onde se encontrava.

Diz ainda que o filho, igualmente afro-americano, também foi alvo de racismo na empresa.

Em comunicado, a Tesla reconhece a falha na forma como lidou com o assunto e diz que continua a crescer e a melhorar a abordagem às preocupações dos trabalhadores. A empresa não deixa, no entanto, claro se vai ou não recorrer da decisão.