Mundo

Tiros disparados a partir de prédios geraram o caos em Beirute

Várias pessoas foram mortas durante uma manifestação na capital do Líbano.

Seis pessoas morreram e mais de uma dezena ficaram feridas esta quinta-feira durante uma manifestação em Beirute, no Líbano. O protesto, que terminou de forma muito violenta, foi convocado pelo Hezbollah.

A manifestação organizada pelos xiitas contra o juiz que lidera a investigação à explosão no porto de Beirute, em agosto de 2020, decorria de forma pacífica quando foi abruptamente interrompida por disparos que atingiram a multidão.

Os primeiros disparos terão sido feitos a partir de prédios por atiradores furtivos. Lançaram o pânico e uma resposta das forças de segurança e de militantes do Hezbollah.

O ministro do Interior do recém formado governo libanês reconheceu a gravidade da situação. O governante apelou à calma num país há muito mergulhado numa profunda crise económica, social e política e onde paira a ameaça de uma guerra civil.