Mundo

Caso Gabby Petito: polícia admite que confundiu Brian Laundrie com a mãe

Handout .

Os investigadores viram um indivíduo com um boné de basebol a conduzir o Ford Mustang de volta a casa e pensaram tratar-se do ex-noivo de Gabby Petito.

Os investigadores norte-americanos admitem ter confundido Brian Laundrie, noivo de Gabby Petito, com a sua mãe. A confusão fez com que a polícia pensasse que o jovem estaria em casa dos pais durante dois dias.

O porta-voz do Departamento da Polícia de North Port, Josh Taylor, justifica o erro, numa entrevista à filial da CNN Wink, dizendo que “eles têm uma estatura semelhante”, sublinhando que “não há casos perfeitos”.

Depois de Brian Laundrie ter regressado à casa dos pais, na Florida, sem a companhia de Gabby Petito, as autoridades tinham visto o carro Ford Mustang a sair da casa no dia 13 de setembro. Dois dias depois, o veículo regressou e as autoridades pensaram “ter visto Brian a regressar a casa”.

No entanto, admitem agora, que poderá ter sido a mãe do jovem, Roberta Laundrie, quem conduzia o carro no regresso a casa. Isto significa que, durante dois dias, a polícia acreditava erradamente que Brian estava em casa dos pais.

Os investigadores aperceberam-se do erro no dia 17 de setembro, quando os pais de Brian Laundrie disseram que não tinham conhecimento do paradeiro do filho desde o dia 14 de setembro. A informação foi retificada depois, afirmando que não sabiam nada de Brian desde o dia anterior. O jovem terá dito que ia para a Reserva de Carlton

“Quem faz isso?”, questiona o porta-voz da polícia de North Port. “Se pensas que o teu filho está desaparecido desde terça-feira, vais buscar o seu carro de volta a casa – não faz sentido que alguém faça isso se ele não estivesse lá. Por isso, o indivíduo usava um boné de basebol, nós pensámos que era o Brian”, afirma o porta-voz da polícia.

O advogado da família Laundrie, Steve Bertolino, admite que “toda a gente comete erros”, mas sublinha que a estatura de Brian e Roberta não é semelhante. Destaca ainda que a polícia devia estar “a observar o Mustang” no parque.

“Foi [a polícia] quem colocou uma multa no Mustang no parque e se eles viram Brian a sair na segunda-feira no Mustang, o que é uma novidade para mim, então eles deviam estar a observar o Mustang e o parque desde segunda-feira e eles deveriam saber que foram Chris e Roberta que foram buscar o Mustang ao parque.”

O advogado defende que esta informação não iria mudar o desfecho da vida de Brian Laundrie, mas poderia “prevenir todas as acusações falsas levantadas por tantos contra Chris e Roberta por terem ‘escondido’ Brian e financiado uma ‘fuga’”.

Os restos mortais de Brian Laundrie, de 23 anos, foram identificados na passada semana, numa reserva natural perto da casa dos pais.

Brian e Gabby Petito tinha iniciado uma viagem em van pelo país, quando a jovem de 22 anos, foi dado como desaparecida. O cadáver da jovem foi depois encontrado em na floresta nacional de Wyoming. Segundo a autópsia, Gabby Petito terá sido estrangulada.

► Veja mais: